Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Uruguaiana tem 1,5 mil focos do mosquito da dengue

Uruguaiana tem 1,5 mil focos do mosquito da dengue

Levantamento apresentado nesta sexta-feira pelo setor de vigilância ambiental da Secretaria de Saúde de Uruguaiana apontou 1.599 focos de larvas do mosquito Aedes aegypti identificados no primeiro semestre deste ano. O número é alarmante, classifica João Paulo Soares, um dos supervisores das equipes de agentes de endemias. O volume é superior aos 1,1 mil localizados em todo ano de 2017. A proliferação acontece de forma geométrica e está em pátios, lixões clandestinos, borracharias ou em um simples vaso de planta. Conforme Soares, a resistência que havia por parte de moradores, que chegavam a impedir as vistorias, foi revertida e eles próprios tomam a iniciativa de buscarem profissionais para a varredura. O mosquito é transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya.

“O temor é latente e está em qualquer ponto da área urbana”, descreve. Em Uruguaiana, há 161 pontos estratégicos que refletem o conjunto de locais visitados e a possibilidade de anotação de focos, entre eles borracharias, aeroporto, cemitério, Porto Seco Rodoviário, sucatas e oficinas. Outra preocupação passou a ser a detecção dos mosquitos já em fase adulta, capturados por moradores e levados à Vigilância. Os terrenos baldios usados indevidamente como lixões a céu aberto são mais um perigo enfrentado pela população, gerando mais atenção ainda dos agentes e municipalidade.

Fonte: Correio do Povo

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado