Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Sobe para 76 o número de mortes por gripe no Rio Grande do Sul

O número de mortes por gripe no Rio Grande do Sul passou de 72 para 76 – quatro vítimas fatais a mais em apenas uma semana. Os números foram atualizados pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) nesta segunda-feira (3). Até agora, a doença já causou 60% de mortes a maisno Estado na comparação com o ano passado — quando foram registrados 48 óbitos.

Conforme dados do novo boletim epidemiológico, 54 mortes foram causadas pelo vírus H1N1 e outras 12 pelo H3N2, além de cinco por influenza A não subtipada e cinco por Influenza B. Ao todo, 552 casos foram notificados no Estado neste ano – número superior ao mesmo período de 2017, quando foram comunicados 434 ao Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS).

Neste ano, a campanha contra a gripe atingiu 85,1% de cobertura vacinal — abaixo da meta preconizada de 90%. De acordo com a SES, os grupos que tiveram cobertura abaixo da meta foram as crianças, gestantes e trabalhadores de saúde.

Segundo o boletim, os casos de influenza ocorreram, em todas as faixas etárias, com predomínio nas pessoas com menos de 10 anos e maiores de 50 anos, somando 74,4%.

Até o momento, os casos confirmados da doença ocorreram em 114 municípios gaúchos. A Região Metropolitana aparece com a maior quantidade, tendo os municípios de Porto Alegre, Canoas, Alvorada e Gravataí com 41,1% dos casos positivos para gripe.

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado