Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Setor de Traumatologia do Hospital da Restinga deve realizar 1,2 mil consultas por mês

Setor de Traumatologia do Hospital da Restinga deve realizar 1,2 mil consultas por mês

Com a abertura do Pronto Atendimento de Traumatologia e Ortopedia no Hospital Restinga Extremo-Sul onde serão realizadas 1.120 consultas por mês, a prefeitura de Porto Alegre espera reduzir a fila de espera nas duas especialidades. A unidade localizada na Estrada João Antônio da Silveira, no Extremo-Sul de Porto Alegre, foi inaugurada nesta segunda-feira pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior e pelo presidente da Associação Hospitalar Vila Nova, Dirceu Dal Molin.

Antes, pacientes com pequenas fraturas necessitavam se deslocar até o Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul, localizado a mais de 25 quilômetros de distância da região. O secretário municipal da Saúde, Erno Harzheim, disse que o atendimento será de tratamento clínico como imobilização, a colocação de gesso, medicação, fisioterapia e acupuntura. “No caso de cirurgia, segue os outros hospitais como sendo de suporte como o Hospital Independência”, destacou. Segundo Harzheim, o custeio do hospital é de R$ 3,7 milhões – R$ 300 mil da prefeitura e o restante dos recursos financeiros dos governos federal e estadual”, explicou.

O secretário reconheceu o mérito da Associação Hospitalar Moinhos de Vento de construir o hospital que, no seu ponto de vista físico, é a melhor instituição de saúde da cidade – tanto pelo fluxo de pacientes quanto pela qualidade dos equipamentos. Segundo ele, agora a administração será com a Associação Hospitalar Vila Nova que está trazendo uma ampliação de serviços para zona Sul da cidade.

O Hospital Restinga e Extremo-Sul, inaugurado em 2014, não operava com sua capacidade total. A ampliação possibilita ofertar à população um número maior de serviços pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Neste mês, o hospital começou as consultas de especialidades médicas de cirurgia geral e urologia e quatro salas do bloco cirúrgico além da abertura de dez leitos de UTI. Ainda está prevista a ampliação de exames para a rede de saúde do município, incluindo os de análises clínicas, eletrocardiograma e endoscopia.

O presidente da Associação Hospitalar Vila Nova, Dirceu Dal Molin, informou que agora falta a inauguração da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) que vai ocorrer na próxima segunda-feira. O hospital Hospital Restinga Extremo-Sul funciona com uma emergência, unidade de internações clínicas com 90 leitos e dez leitos de UTI e de pediatria, serviços de ortopedia e traumatologia e mais as especialidades de cirurgia geral e urologia.

Fonte: Correio do Povo

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado