Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Rio Grande do Sul terá monitoramento de leitos do SUS em tempo real

Rio Grande do Sul terá monitoramento de leitos do SUS em tempo real

Os leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) no Rio Grande do Sul serão monitorados em tempo real. A iniciativa, anunciada pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), será possível a partir da assinatura de um acordo de cooperação entre o governo do Estado e a prefeitura de Porto Alegre. Isso porque a Capital implantou, em 2018, uma plataforma que mapeia todas as vagas disponíveis nos hospitais do município. O contrato que permitirá o compartilhamento da tecnologia com todo o território gaúcho será selado nesta sexta-feira (22), às 15h30min, em cerimônia no Palácio Piratini.

Criado pela Central de Regulação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e desenvolvido pela Companhia de Processamento de Dados de Porto Alegre (Procempa), o Sistema de Gerenciamento de Internações (Gerint) permitiu o aumento de 115% no número de registros de internações na Capital. Em 2017, antes da implantação, foram 73 mil internações. Em 2018, já com o sistema em uso, o número pulou para 158 mil.

Segundo a SMS, o Gerint integra o Complexo de Regulação da prefeitura, que engloba ainda os sistemas de gerenciamento de consultas e exames. Em Porto Alegre, toda vez que o médico percebe a necessidade de internação de um paciente, a solicitação é colocada no sistema que, automaticamente, sinaliza ao profissional localizado na Central de Regulação. A partir disso, a Central verifica os leitos disponíveis, conforme o perfil do paciente, e seleciona o local adequado. Em um clic, o hospital recebe o prontuário do paciente e a ambulância é deslocada para fazer a transferência.

A forma como será implantado o Gerit em todo o território gaúcho e o prazo para a execução plena do sistema serão detalhados pela secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, nesta sexta.

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado