Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Prefeitura de Uruguaiana assume gestão da Santa Casa

Prefeitura de Uruguaiana assume gestão da Santa Casa

A intervenção municipal na Santa Casa de Uruguaiana, indicada pelo Ministério Público estadual, deverá ocorrer no próximo dia 2, segundo o secretário de Governo, Paulo Fossari. Na instituição, que enfrenta crise financeira, médicos e funcionários estão com salários atrasados e serviços foram suspensos. O grupo interno que trata do processo de gestão do hospital avalia duas alternativas: a formação de uma força-tarefa composta por profissionais das áreas administrativo-financeira e técnica oriundos dos quadros da prefeitura ou o encaminhamento para a terceirização dos serviços, como já ocorre com a UPA.

Na noite de domingo, foi feita a transferência da última criança que estava na UTI Neonatal. A unidade, com oito leitos, estava com o fechamento previsto. Já haviam sido suspensos os serviços de cardiologia, oncologia, traumatologia e ortopedia e neurocirurgia, além de internações e cirurgias eletivas. O Pronto Socorro atende apenas casos graves.

O secretário diz que o período de gestão terá data de início e fim, sendo o papel principal de “recolocar a instituição nos trilhos”. Segundo ele, a prefeitura não assumirá o passivo, estimado em pelo menos R$ 100 milhões, e sim buscará garantir todo o aparato a partir do ingresso na direção.

O secretário diz que a meta é manter salários e fornecedores com pagamentos em dia, oferecendo o melhor possível para o funcionamento do hospital, referência para 13 municípios. A atual direção informa que se coloca à disposição para que, em conjunto com a comissão interventora, seja possível resgatar a Santa Casa da crise.

Fonte: Correio do Povo

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado