Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Pacientes do SUS que solicitaram exames ou consultas antes de 2017 devem procurar unidades de saúde

Pacientes do SUS que solicitaram exames ou consultas antes de 2017 devem procurar unidades de saúde

Pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que solicitaram exames ou consultas antes de agosto de 2017 em Santa Maria devem procurar as unidades de saúdes da sua região. Isso porque a prefeitura lançou nesta quinta-feira (5) a campanha “Limpa Fila” que tem como objetivo reduzir o tempo de espera dos usuários do SUS, priorizando assim as demandas urgentes.

De acordo com o Secretário de Saúde de Santa Maria, Francisco Harrisson, são pelo menos oito mil pessoas que aguardam por esses tipos de atendimentos. Com a campanha a intenção é reavaliar os casos para que seja verificada a necessidade ou não da manutenção dessas solicitações. A campanha atende uma resolução da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB):

— Há uma resolução da CIB – que reúne prefeitos, secretários de saúde e Estado – que todo o pedido de exame e consulta com mais de dois anos deve ser reavaliado para ver a necessidade, se a doença evoluiu, se o paciente ainda precisa do exame. Não fazíamos isso e agora passamos a fazer essa verificação.

Harrisson destaca que os usuários que ainda necessitam da consulta especializada ou de exame devem procurar as unidades de saúde para passarem por uma nova avaliação que pode, por exemplo, verificar se a solicitação segue a mesma ou é preciso fazer outros encaminhamentos. Após essa consulta os pacientes podem ser retirados da fila ou inseridos novamente na central de regulação do Estado conforme a necessidade.

— O Estado não vai atender aquelas solicitações com mais de dois anos, o pedido fica invisível. Estamos dando visibilidade ao paciente que hoje está numa fila que não vai andar pra ele. Nós não vamos ligar para quem tem pedido com mais de dois anos. O interessado que deve procurar a atenção básica para consultar a sua necessidade. Assim a fila vai andar mais rápido porque o tempo que perdíamos tentando encontrar os pedidos antigos, marcamos os mais recentes. As faltas diminuem e pacientes são atendidos mais rapidamente — acrescentou o secretário.

De acordo com a prefeitura, o índice de ausências nas consultas e exames é de cerca de 30%. A maioria das demandas são para as áreas de traumatologia e oftalmologia.

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado