Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Mais Médicos: desistências de candidatos deixam 21 cidades do RS sem substituição para cubanos

Mais Médicos: desistências de candidatos deixam 21 cidades do RS sem substituição para cubanos

Ministério da Saúde reabriu 48 vagas para o Rio Grande do Sul no edital do programa Mais Médicos depois que candidatos desistiram dos locais escolhidos. Ao todo, o governo federal voltou a colocar à disposição 314 vagas. No Estado, 41 municípios foram afetados pelas desistências, sendo que 21 ainda estão sem profissional para substituir os médicos cubanos que deixaram o Brasil. Entre as justificativas para a renúncia estão distância, aprovação em residências médicas e problemas pessoais.

Estão sem reforço as seguintes cidades:

  1. Boa Vista das Missões
  2. Camargo
  3. Cândido Godoi
  4. Fontoura Xavier
  5. Imigrante
  6. Itacurubi
  7. Macambara
  8. Maratá
  9. Mata
  10. Mato Queimado
  11. Não-Me-Toque
  12. Nonoai
  13. Nova Esperança do Sul
  14. Pareci Novo
  15. Pinhal Grande
  16. Santiago
  17. São José do Sul
  18. São José dos Ausentes
  19. Tio Hugo
  20. Tiradentes do Sul
  21. Três Passos

Em Nonoai, no norte do Estado, as duas candidatas desistiram de se apresentar. Conforme a secretária municipal da Saúde, Gerci Schio, outros dois profissionais já manifestaram interesse em trabalhar na cidade.

— Como a inscrição de um deles foi feita na noite de quarta-feira (5), é possível que o sistema ainda não tenha registrado. O outro candidato interessado já entrou em contato e enviou a documentação para análise — afirma.

Em Tio Hugo, também na região Norte, a desistência já teria sido coberta por outro profissional, que compareceu na Unidade Básica de Saúde. Já em Pareci Novo, no Vale do Caí, um profissional entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde na manhã desta quinta-feira.

No noroeste, Três Passos vive uma situação diferente dos demais municípios. Apesar de ter ocorrido a desistência da única vaga disponível, um médico que manifestou interesse não conseguiu efetuar a inscrição, pois a cidade não aparece mais no sistema.

De acordo com a responsável pelas unidades de saúde Leila Klein Bender, todas as recomendações para resolução do problema foram obedecidas, mas sem sucesso.

— Antes tínhamos três médicos pelo programa, mas depois da desistência de um cubano há cerca de dois anos e uma nova saída de outra profissional que entrou em seu lugar, ficamos só com a médica da Argentina e com essa vaga aberta agora. Precisaríamos de outro profissional para ajudar com o atendimento — relata Leila.

Além dos postos reabertos por desistência, ainda restam 123 disponíveis em 37 municípios, concentrados em distritos indígenas dos estados do Amazonas e do Pará. As inscrições se encerram nesta sexta-feira (7).

De acordo com o Ministério da Saúde, o edital registrou 35.550 inscrições iniciadas, mas apenas 8.394 foram concluídas pelos candidatos. Até agora, 3.721 médicos se apresentaram a 1.345 municípios brasileiros.

Tem vagas reabertas ainda as seguintes cidades:

  1. Arroio do Sal
  2. Butiá
  3. Cachoeira do Sul
  4. Carazinho
  5. Eldorado do Sul
  6. Estância Velha
  7. Gravataí
  8. Igrejinha
  9. Ilópolis
  10. Lajeado
  11. Marau
  12. Parobé
  13. Santa Vitória do Palmar
  14. Santo Ângelo
  15. Santo Antônio da Patrulha
  16. São Francisco de Assis
  17. São Gabriel
  18. São Marcos
  19. Sobradinho
  20. Tapejara

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado