Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Grupo que vai gerir Santa Casa de Rio Grande ainda não apresentou documentação e contrato pode ser rompido

Grupo que vai gerir Santa Casa de Rio Grande ainda não apresentou documentação e contrato pode ser rompido

O contrato entre a Santa Casa de Rio Grande e o Instituto Viva Mais, que foi firmado para a gestão do complexo durante 20 anos, corre o risco de ser rompido. A documentação que precisa ser apresentada para a Secretaria Estadual de Saúde ainda não foi obtida.

O prazo para firmar contrato de prestação de serviço via SUS termina na segunda-feira (11). O grupo mineiro de investidores ainda não obteve o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social na Área de Saúde, que é essencial para a atuação. Além disso, o Ministério Público e a prefeitura de Rio Grande se manifestaram contrários ao acordo entre o Instituto e o hospital.

A direção da Santa Casa já admite a possibilidade de desfazer o contrato com o Instituto, anunciado em novembro do ano passado. A crise financeira enfrentada pela Santa Casa foi o principal motivo para a direção buscar alternativas para evitar o fechamento do complexo – que atende cerca de 22 municípios da Região Sul.

O contrato com o Instituto Viva Mais, que já administra 11 hospitais no país, foi assinado no dia 8 de novembro.

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado