Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Em 24 horas, 15 órgãos para transplante são captados em um mesmo hospital

Um gesto de amor e solidariedade uniu quatro famílias em Canoas entre terça (17) e quarta-feira (18). Após a morte de entes queridos no Hospital de Pronto Socorro da cidade, elas autorizaram que os órgãos fossem retirados e encaminhados para a realização de transplantes. Ao todo, 15 órgãos foram captados, dando nova esperança de vida a pacientes que precisavam de fígado, rins e córneas. A identidade dos doadores – dois homens e duas mulheres – não foi divulgada.

Coordenadora da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT), a enfermeira Lidiane Couto Braz informou que a equipe do HPSC realizou um trabalho multidisciplinar para poder atender toda a demanda, considerada acima do normal:

— Nos últimos três meses, por exemplo, tivemos apenas dois doadores. Agora, foram quatro em cerca de 24h. Tivemos uma atuação excelente, uma vez que todos os procedimentos foram realizados de forma muito satisfatória e os órgãos chegaram ao seu destino dentro do prazo estipulado.

Lidiane ressalta, ainda, que “os profissionais que integram o CIHDOTT conseguiram, em meio à urgência dos atendimentos registrados no hospital, fazer a notificação e cumprir os protocolos exigidos para que a captação fosse um sucesso”.

O CIHDOTT atua em conjunto com a Central de Transplante do Estado (CTE) e a Organização de Procura de Órgãos (OPO). Em 2017, obteve 26 doadores dos 46 casos notificados no HPS de Canoas.

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado