Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Arita Bergmann deve ser anunciada como secretária da Saúde de Leite

Arita Bergmann deve ser anunciada como secretária da Saúde de Leite

A assistente social Arita Bergmann deverá ser anunciada, na tarde desta quinta-feira (27), como secretária Estadual da Saúde do novo governo. Arita já foi secretária de Eduardo Leite (PSDB) durante a gestão do tucano em Pelotas e, atualmente, é titular da pasta em São Lourenço do Sul, no sul do Estado.

O governo Leite, que tem anúncio de secretariado marcado para as 15h desta quinta-feira, ainda não confirma o nome de Arita. Além da Saúde, faltam ainda ser confirmados os titulares das pastas de Educação, Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Administração Penitenciária e da secretaria especial que tratará das demandas dos prefeitos.

— O governo do Estado vai ter uma pessoa bem comprometida — avalia o prefeito de São Lourenço do Sul, Rudinei Harter, com quem Arita atualmente trabalha. Ele diz ainda não ter ainda nome para uma possível substituição da assistente social.

Além do convite de Leite, Arita também recebeu uma proposta para trabalhar em Brasília com Osmar Terra, futuro ministro da Cidadania de Jair Bolsonaro (PSL). Lá, Arita assumiria a Secretaria Nacional de Assistência Social. Ela já trabalhou no governo de Yeda Crusius (PSDB) com Terra e, nos últimos meses da gestão tucana, assumiu a titularidade da pasta.

Secretariado

Até o momento, 16 das 22 secretarias já têm titulares anunciados. São eles: Marco Aurelio Cardoso (Fazenda), Otomar Vivian (Casa Civil), Leany Lemos (Planejamento), Tânia Moreira (Comunicação), Eduardo Cunha da Costa (Procuradoria-Geral do Estado), Artur Lemos (Meio Ambiente e Infraestrutura), Beatriz Araújo (Cultura), Ranolfo Vieira Junior (Segurança), Covatti Filho (Agricultura), Catarina Paladini (Justiça, Cidadania e Direitos Humanos), Luis da Cunha Lamb (Inovação, Ciência e Tecnologia), Ana Amélia Lemos (Relações Federativas e Internacionais), Claudio Gastal (Governança e Gestão Estratégica), Juvir Costella (Transportes) e João Derly (Esporte e Lazer). A Casa Militar, que voltará a ter status de secretaria, será comandada pelo coronel Julio César Rocha Lopes.

Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado