Associado, acesse sua conta

conteúdo exclusivo para você.

Anestesistas de hospital de Canoas podem parar

Anestesistas de hospital de Canoas podem parar

Médicos anestesistas que atuam no Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), em Canoas, podem parar as atividades nos próximos dias em decorrência dos cinco meses de salários atrasados. O presidente do Sindicato Médico do RS (Simers), Marcelo Matias, diz que o problema não atinge somente esses especialistas. “Há médicos que estão há seis, oito, 12 meses sem receber. Os profissionais têm contas pendentes, famílias. Receber salário é um direito. Os trabalhos ainda não foram paralisados nem as cirurgias suspensas porque os profissionais criam vínculos com a comunidade.”

Conforme Matias, reuniões estão sendo feitas com a gestora do NHSG – a Associação Beneficente de Canoas (ABC), o município e o Estado para que sejam pagas pelo menos duas competências. O prefeito Luiz Carlos Busato diz que está tentando reunião com representantes da Sociedade Sulina Divina Providência, para tentar reverter o quadro referente ao hospital, que é uma instituição privada. A Sociedade demonstrou interesse em assumir a gestão do HNSG em dezembro, mas estaria inclinada a desistir da consultoria e assessoria.

A Secretaria Estadual da Saúde informou que o valor liquidado e pendente de pagamento do Estado soma R$ 14.013.626,85 ao hospital. Procuradas, tanto a direção da ABC quanto da Sociedade preferiram não se manifestar.

Fonte: Correio do Povo

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado